Na lenda: Para cumprir o trabalho, Hércules teve que enfrentas vários desafios, mais difíceis que encontrar o Jardim. Num deles, matou com uma flecha a águia que devorava diariamente o fígado de Prometeu. Agradecido, o gigante sugeriu que, ao invés de buscar pessoalmente as maçãs, deveria pedir a seu irmão Atlas que o fizesse. E enquanto Atlas estava no Jardim colhendo maçãs, Hércules ficou em seu lugar, sustentando o céu.

 

No livro: A localização do jardim das Hespérides na visão de Beltran Staniak é revelada através de uma pista na estátua do gigante Atlas inserida num edifício no centro histórico. Com isso, o mais famoso parque da cidade se torna o cenário de uma visão chocante, e uma morte que marcará a mudança no espírito e na alma dos jovens amigos.