III – CAPTURAR A CORÇA DO MONTE CERINEU

Na Lenda: Este animal era sagrado para a deusa Ártemis, e tinha chifres de ouro e pés de bronze. Corria com assombrosa rapidez e nunca se cansava. Como ela tinha uma velocidade insuperável, Hércules a perseguiu incansavelmente durante um ano até que, exausta, foi atingida por uma flecha disparada pelo herói e, ferida levemente, foi levada nos ombros do herói até o reino de Euristeu.

No Livro: Novamente o homem de negro consegue invocar um ser mitológico. A corça surge em todo seu esplendor e, com suas patas de bronze e seus chifres de ouro, protagoniza uma perseguição em alta velocidade pelo arroio que corta a principal avenida da cidade. De seu veículo, nas ruas acima do veio de água, o Inspetor Alberico Kraus e sua auxiliar Lena tentam acompanhar este inacreditável desafio.